A 13 dias do Enem 2021, 31 coordenadores do Inep pedem demissão

A 13 dias do iníco das provas, 31 coordenadores do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), órgão responsável pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), pediram exoneração e dispensa coletiva, entre a semana passada e esta segunda-feira (8).

Entre os demissionários estão o coordenador responsável pela montagem da prova e o de  logística do Enem 2021, que está marcado para acontecer nos dias 21 e 28 de novembro e deve contar com a participação de 3 milhões de estudantes.

Segundo os trabalhadores, o Inep, órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC), vem sendo desmontado desde que Jair Bolsonaro assumiu a presidência da República. Eles acusam o atual presidente do Inep, Danilo Dupas, o quarto em três anos, de assédio, incompetência e desconsideração de aspectos técnicos na tomada de decisões.

Na carta de demissão, os servidores dizem que entregaram os cargos por causa da “fragilidade técnica e administrativa da atual gestão máxima do Inep”, diz o Estadão. Eles afirmam que pretendem continuar a disposição do Inep pelo “compromisso com a sociedade e o empenho com as atividades relacionadas às metas de 2021”, segundo o jornal.

Todos os demissionários são servidores antigos e experientes, que já passaram por várias provas do Enem, diz o jornal.

Na última quinta-feira (4), grande parte dos funcionários do Inep deixou o trabalho para participar de um protesto contra Dupas, segundo reportagem do Metróples.

 

Nesta segunda-feira, pediram exoneração de seus cargos e funções os servidores 29 servidores e na semana passada outros dois, segundo o Estadão:

1 -Adelino Nunes de Lima,

2-Alani Coelho de Souza Miguel,

3-Andréia Santos Gonçalves,

4-Camilla Leite Carnevale Freire,

5-Claudia Maria Ribeiro Gonçalves Barbosa Marques,

6-Clediston Rodrigues Freire,

7-Danusa Fernandes Rufino Gomes,

8-Denys Cristiano de Oliveira Machado,

9-Douglas Estevão Morais de Souza,

10-Edivan Moreira Aredes,

11-Elysio Soares Santos Junior,

12-Francisco Edilson de Carvalho Silva,

13-Gizane Pereira da Silva,

14-Helciclever Barros da Silva Sales,

15-Helio Pereira Feitosa,

16-Hélida Maria Alves Campos Feitosa,

17-Karla Christina Ferreira Costa,

18-Leonardo Ferreira da Silva,

19-Marcela Guimarães Côrtes,

20-Natalia Fernandes Camargo,

21-Nathalia Bueno Póvoa,

22-Patricia da Silva Onório Pereira,

23-Rita Laís Carvalho Sena Santos,

24-Rosária Duarte Melo,

25-Samuel Silva Souza,

26-Saulo Teixeira dos Santos,

27-Silvana Maria Lacerda Gonçalves,

28-Vanderlei dos Reis Silva e

29-Victor Rezende Teles.

Na semana passada já haviam pedido demissão:

30-Eduardo Carvalho Sousa e

31-Hélio Junio Rocha Morais.

 

Fonte: CUT Nacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − 11 =

Whatsapp