“O trabalhador tem que ter a noção da importância dele dentro da empresa”, afirma o diretor do STIMMMESL, Everton Carvalho Machado

Everton Carvalho Machado tem 43 anos, trabalha há 12 na Gedore e está iniciando o primeiro mandato como diretor do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de São Leopoldo e Região (STIMMMESL). “Meu pai era metalúrgico e eu acompanhava ele nas assembleias. Ele não foi dirigente, era sócio, mas muito ativo, trabalhou na Pirelli por 25 anos”, recorda Everton.

Morador de Sapucaia do Sul, casado e pai de três filhos, o metalúrgico afirma que “a expectativa é fazer um bom mandato, ajudar os meus companheiros dentro do chão de fábrica, lutar pelos nossos direitos e contra as injustiças.” Nesta entrevista de sexta-feira (26), ele fala sobre a conjuntura e os desafios do movimento sindical, entre outros assuntos.

Confira a íntegra da entrevista:

 

Conte um pouco da sua história. Como se interessou pelo movimento sindical?

Bom, eu me interessei desde criança, pois meu pai era metalúrgico e eu acompanhava ele nas assembleias. Ele não foi dirigente, era sócio, mas muito ativo, trabalhou na Pirelli por 25 anos. O interesse foi crescendo depois que entrei para a indústria e comecei a trabalhar. Entrei para a CIPA também, onde conseguia fazer alguma coisa pelos meus colegas na parte da segurança e quando me convidaram para ser dirigente, não pensei duas vezes, era a oportunidade que estava esperando.

 

Você está iniciando seu primeiro mandato, qual a expectativa?

Minha expectativa é fazer um bom mandato, ajudar os meus companheiros dentro do chão de fábrica, lutar pelos nossos direitos e contra as injustiças que a gente sabe que sempre tem e sempre vai ter dentro das empresas.

O que você diria para um trabalhador entrar para o movimento sindical?

Olha, o trabalhador tem que ter essa consciência que o Sindicato é a única entidade que vai lutar pelos direitos dele. E se ele não se unir ao Sindicato a coisa pode ser bem pior, porque aí ele fica à mercê do patrão.

 

Você acha que falta consciência de classe para os trabalhadores?

Acredito que falte sim. Falta porque o trabalhador tem que ter a noção da importância dele dentro da empresa, é ele que gera a riqueza do país.

 

Na tua opinião, qual a importância dos sindicatos na vida dos trabalhadores?

O Sindicato é extremamente importante porque como eu falei, sem o Sindicato o trabalhador está na mão do patrão que só visa lucros.

Qual a tua avaliação dos ataques que a classe trabalhadora tem sofrido desde o golpe de 2016. Como as reformas trabalhistas e da previdência?

Eles estão tirando todos os nossos direitos. A única maneira de resolver esse problema é tirar o poder desse governo que está massacrando a classe trabalhadora.

 

O movimento sindical, como um todo, está muito desacreditado. Como reverter isso?

Para isso, eu acredito que tem que fazer um trabalho de conscientização nas empresas, desde a pequena até maior, que abranja todas as empresas, conscientizar o trabalhador da importância do movimento sindical e acredito que é isso.

Na tua opinião, qual o principal desafio do movimento sindical no próximo período?

Acredito que seria tirar do poder esse governo atual que está tirando todos os nossos direitos, atacando a classe trabalhadora e enriquecendo os patrões.

 

 

E da indústria? Como gerar empregos?

Acredito que o governo deve dar incentivo fiscal para as indústrias, investir em estrutura. Uma empresa não vai investir num país que não tenhas esses requisitos, além de investir também na formação profissional para ter uma mão de obra qualificada.

 

Como atrair mais sócios para o sindicato?

Aí tem que fazer um trabalho de conscientização também. O trabalhador tem que ter ciência da importância dele ser sócio e fortalecer o Sindicato, para que cada vez mais, possa lutar pelos direitos deles.

Gostaria de acrescentar alguma coisa?

Gostaria de dizer que o trabalhador tem que ter essa sintonia com o Sindicato, se engajar na causa se não, cada vez mais vamos ficar à mercê do patrão e cada vez mais perdendo os direitos que foram conquistados com muitos anos de luta, apoiar sempre o Sindicato e a entidade sindical também tem que ter transparência com o trabalhador.

Fonte: STIMMMESL

Imagens: Israel Bento Gonçalves (STIMMMESL)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze − 2 =

Whatsapp