Mesários não têm como manipular caderno de votação. Isso é fake news, alerta TSE

Os mesários e mesárias convocados pela Justiça Eleitoral para trabalhar no dia da eleição não têm como manipular cadernos de votação para beneficiar um ou outro candidato, garante o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que está trabalhando duro para combater fake news, ou seja, as notícias falsas, sobre o processo eleitoral brasileiro.

Em vídeo divulgado nas redes, o TSE afirma que o  procedimento de votação não mudou e que, quem trabalha nas seções eleitorais não pode atuar de forma parcial, muito menos manipular o caderno de votação.

No vídeo, uma servidora diz: “É fato. Os mesários  não podem atuar de forma parcial para beneficiar um ou outro candidato e nem conseguem manipular o caderno de votação”.

E segue: “É o programa dentro da uma eletrônica que identifica o eleitor que votou. O comprovante de papel é um recibo para o eleitor.”

“Outro fato, só precisa assinar o caderno quando o eleitor não tem biometria cadastrada ou se a digital não for reconhecida”, diz.

“Toda seção eleitoral tem fiscais dos partidos ou observadores credenciados pela Justiça Eleitoral,  além de outros eleitores olhando tudo que acontece”.

Fonte: CUT Nacional
Foto: REPRODUÇÃO/TRT-MT

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito + dez =

Whatsapp