Lula é eleito presidente do Brasil pela terceira vez com mais de 60 milhões de votos

Neste domingo (30), dia do segundo turno da eleição, Lula (PT) foi eleito presidente da República pela terceira vez. Com 99,95% das urnas apuradas, o petista teve 60.313.340 (50,90%) dos votos válidos e foi para a Avenida Paulista comemorar com os eleitores. O perdedor, o presidente Jair Bolsonaro (PL), teve 58.189.292 (49,10%) dos votos válidos.

Lula teve mais de 2 milhões de votos do que o segundo colocado e bateu seu próprio recorde. Em 2006, Lula teve 58.295.042 votos, numericamente a maior votação da história do Brasil.

Enquanto o petista é o primeiro brasileiro a ser eleito três vezes presidente pelo voto direto – venceu em 2002 e 2006 -, Bolsonaro é o primeiro presidente a perder uma reeleição no exercício do mandato.

Esta é a quinta eleição do PT para a chefia do país, desde 2002, duas vezes com Lula e duas com a ex-presidente Dilma Rousseff (2010 e 2014).

No primeiro turno Lula teve 52,7 milhões de votos (48,43%), contra 51 milhões de Bolsonaro (43,2%). A maior votação do petista foi na Região Nordeste, onde teve 66,7% dos votos, contra 29,7% de Bolsonaro.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, parabenizou Lula pela eleição e afirmou, em postagem no Twitter, “que está ansioso apra trabalhar junto”. Veja no final, outras mensagens de líderens internacionais.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso também cumprimentou Lula por meio de postagem no Twitter. Parabéns Lula pela vitória. Venceu a democracia, venceu o Brasil”, disse FHC.

A senadora Simone Tebet (MDB-MS) também fez uma postagems parabenizando Lula. A postagem no Twitter diz: “As urnas falaram, venceu a democracia e a verdade”.

volta de Lula

Lula volta ao Palácio do Planalto três anos depois de deixar a prisão em Curitiba, no Paraná, onde foi condenado sem crime e em provas pelo ex-juiz Sérgio Moro, suspeito, segundo o Superior Tribunal Federal (STF), em todas as ações contra o petista. Moro mandou prender Lula em plena campanha eleitoral de 2018, quando ele estava a frente nas pesquisas de intenções de voto, depois virou ministro do candidato que ajudou a eleger, Jair Bolsonaro. Em 2021, todas as decisões tomadas por Moro foram anuladas pelo STF, o que liberou Lula para retornar a vida política.

Chefes de estado cumprimentam Lula

Chefes de estado e de governo reconheceram a vitória de Lula na eleição para a Presidência do Brasil, neste domingo.

O presidente francês Emmanuel Macron parabenizou a vitória de Lula no pleito: “Parabéns, meu caro Lula, por sua eleição que dá início a um novo capítulo da história do Brasil. Juntos, vamos unir nossas forças para enfrentar os muitos desafios comuns e renovar o vínculo de amizade entre nossos dois países”.

António Costa, primeiro-ministro de Portugal, escreveu no Twitter que já de já deu os parabéns a Lula e que vê sua vitória de forma otimista.

“Já tive a oportunidade de felicitar calorosamente Lula pela sua eleição como Presidente da República do Brasil. Encaro com grande entusiasmo o nosso trabalho conjunto nos próximos anos, em prol de #Portugal e do #Brasil, mas também em torno das grandes causas globais”, afirmou Costa.

O prêmier da Espanha, Pedro Sanchez, afirmou que os brasileiros optaram pelo “progresso e esperança”.

“Parabéns, Lula, pela vitória nesta eleição na que o Brasil decidiu torcer pelo progresso e a esperança. Vamos trabalhar juntos pela justiça social, a igualdade e contra as mudanças climáticas. Seu sucesso vai ser do povo brasileiro”, escreveu Sanchez.

O chileno Gabriel Boric republicou uma mensagem do presidente eleito. O presidente do Chile escreveu: “Lula. Alegria!”

Fonte: CUT Nacional
Foto: RICARDO STUCKERT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × dois =

Whatsapp