Assembleia dos credores da Hidrojet termina em suspensão

Nova data será em dezembro

Os pedidos de recuperação judicial disparam no Brasil em 90% de acordo com a empresa de dados de crédito Boa Vista/ Apesar da melhora econômica durante o ultimo período, muitas empresas seguem sem pagar o que devem aos trabalhadores demitidos, caso da Hidrojet no Rio Grande do Sul.

A Hidrojet recorreu a recuperação judicial há dois anos. Antes, devido a crise, demitiu cerca de 150 trabalhadores que pela segunda vez neste mês participaram de uma assembleia de credores para tentar receber os seus direitos, como todas as verbas rescisórias e a multa de 40% do FGTS, até agora sonegados.

A empresa já começou a assembleia pedindo a suspensão da mesma alegando que ainda não tem como arcar com os custos e pedindo um adiamento de 60 dias para a realização da próxima. Entre os argumentos usados, a Hidrojet colocou trabalhadores e bancos em pé de igualdade como credores e foi questionada pelos representantes sindicais dos metalúrgicos sobre o pagamento das dívidas acima de 20 salários mínimos mediante a venda de ônibus e aparelhos velhos e estragados da empresa. Sem muita alternativa, através de uma máquina com 3 opções, os trabalhadores votaram pela suspensão da assembleia que ocorrerá novamente no dia quatro de dezembro deste ano.

No nosso facebook compartilhamos um vídeo feito pelo Sindicato dos Metalurgicos de Grande Porto Alegre (STIMEPA) sobre a assembléia. Acesse pelo link: https://bit.ly/2ngMRI1

Fonte: Sindicato dos Metalúrgicos de Porto Alegre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × quatro =

Whatsapp