Industriall luta para OIT reconhecer saúde e segurança como direitos fundamentais no trabalho

Campanha convoca filiados para campanha de compartilhar ações e atividades locais para ajudar na luta.

No dia 28 de abril, data em que se comemora o Dia Internacional em Memória dos Trabalhadores Mortos e Feridos (DIMM), será uma oportunidade para relembrar todos os trabalhadores que perderam a vida no trabalho por problemas de saúde e segurança no emprego. O movimento sindical global defende que a OIT reconheça a saúde e segurança ocupacional como um direito trabalhista fundamental.

A IndustriALL Global Union iniciou uma campanha que incentiva suas afiliadas a aderirem à campanha global para exigir o reconhecimento da saúde e segurança como um direito fundamental do trabalho, compartilhando ações e atividades locais, que podem incluir:

– Negocie uma declaração conjunta com seu empregador, comprometendo-se a tornar a saúde e a segurança no trabalho um direito fundamental;

– Tire fotos, selfies, vídeos etc., da assinatura do compromisso conjunto usando máscaras e / ou praticando o distanciamento social;

– Use o pôster IndustriALL Global Union para exigir um compromisso de tornar a saúde e a segurança um direito fundamental do trabalho;

– Use materiais de saúde e segurança IndustriALL para atividades educacionais no local de trabalho;

A entidade afirma que não é para hesitar em informá-los sobre as ações. “Elas serão coletadas e publicadas nos canais IndustriALL”.

“Mesmo antes da pandemia, cerca de 2,8 milhões de trabalhadorxs por ano ja perdiam suas vidas em acidentes ou doenças relacionadas ao trabalho. A pandemia só reforçou a necessidade que saúde & segurança devem ser tratados com a mais absoluta prioridade. Os sindicatos globais estão lutando unidos para que a OIT as considere entre os direitos fundamentais, somado às demais 8 convenções fundamentais. Isso pode contribuir para elevar o grau de proteção institucional e de cobertura por acordos coletivos”, afirmou o Secretário-Geral da Industriall Global Union, Valter Sanches.

Sobre a OIT

De acordo com as disposições da Declaração do Centenário da OIT para o Futuro do Trabalho (2019): “Condições de trabalho seguras e saudáveis ​​são essenciais para um trabalho decente”.

Na resolução da Conferência, posteriormente aprovada, o Conselho de Administração foi convidado a “considerar, o mais rapidamente possível, propostas para incluir condições de trabalho seguras e saudáveis ​​no quadro dos princípios e direitos fundamentais no trabalho da OIT”, como é feito em as oito convenções fundamentais deste corpo.

Fonte: CNM/CUT

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 4 =

Whatsapp