Ostentação gastronômica: parlamentares já gastaram R$ 1.461.316,10 com alimentação

Enquanto 20 milhões de brasileiros passam fome e mesmo quem trabalha não tem dinheiro nem para comprar pés e pescosos de frango, em Brasília, parlamentares gastaram R$ 1.461.316,10 com alimentação até o último dia 30 de setembro.

Os valores gastos são reembolsados pela cota parlamentar – que varia conforme o estado de origem dos deputados e senadores. A cota serve para bancar diversas despesas, que vão de passagens aéreas até alimentação.

E suas excelências só comem o que há de melhor no mercado nacional. Gostam de ostras, tambaqui com farofa, picanha especial, camarão ao molho de trufas, risoto com camarão rosa e rapadura, profiteroles ou petit gateau.

Tudo financiado com dinheiro público, como ressalta o Metrópolis, que pubicou uma reportagem sobre os gastos dos ‘representantes do povo’ para se alimentar, com base em dados do Portal de Transparência.

E a ostentação gastronômica é legal. De acordo com a matéria, toda essa gastança é amparada por uma resolução interna que não estipula limites para gastos com alimentação bancadas pela cota parlamentar, a não ser o total reservado por mês. Teoricamente, um congressista pode usar todo o montante para comida, diz o site.

 

Fonte: CUT Nacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 1 =

Whatsapp