Departamento de Estado dos EUA elogia sistema eleitoral brasileiro

No mesmo tom da Embaixada norte-americana no Brasil, o porta-voz do Departamento de Estado dos Estados Unidos (EUA), Ned Price, disse na noite dessa quarta-feira (20) que o sistema eleitoral brasileiro é “modelo” para outras nações. “Eleições vêm sendo realizadas pelo capacitado e já testado sistema eleitoral brasileiro e pelas instituições democráticas com sucesso por muitos anos. Então, é um modelo para nações não apenas neste hemisfério, mas além”, disse Price.

No dia anterior, a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil afirmou, em nota pública, que o processo eleitoral no país é exemplo a ser seguido e as eleições “servem como modelo para as nações do hemisfério e do mundo”. Na segunda-feira, Jair Bolsonaro reuniu embaixadores de dezenas de países no Palácio da Alvorada para atacar o sistema eleitoral brasileiro, os tribunais superiores e os ministros Edson Fachin, Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso.

Price acrescentou que os EUA são um “parceiro democrático do Brasil” e acompanharão as eleições brasileiras em outubro “com grande interesse”. A expectativa de seu país, destacou o porta-voz, é de que “serão conduzidas de maneira livre, justa e confiável, com todas as instituições relevantes agindo sob a regra constitucional”.

Em junho, segundo divulgado pela imprensa, o próprio presidente norte-americano, Joe Biden, disse a Bolsonaro que confia nas instituições eleitorais brasileiras.

“O circo de Bolsonaro”

Na terça-feira (19), o senador Fabiano Contarato (PT-ES) protocolou um requerimento para a convocação do ministro das Relações Exteriores, Carlos França, na Comissão de Relações Exteriores do Senado, para prestar esclarecimentos sobre a reunião no Alvorada. A convocação, explicou o senador, é “para que ele esclareça se é o chanceler do país ou um animador de plateia golpista: o ministro tem sérias explicações para dar aos brasileiros após o circo de Bolsonaro na reunião com embaixadores”.

No mesmo dia, deputados de oposição apresentaram ao Supremo Tribunal Federal uma notícia-crime, enfatizando que os embaixadores assistiram a uma fala golpista de Jair Bolsonaro. Inúmeras entidades vêm se manifestando em defesa da democracia e contra as investidas do chefe de governo.

 

Fonte: Rede Brasil Atual

Foto: REPRODUÇÃO/YOUTUBE/DEPARTAMENTO DE ESTADO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + quatro =

Whatsapp