Diretora do STIMMMESL é uma das vencedoras do Prêmio Jacobina

A secretária de Prevenção e Saúde do Trabalhador do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de São Leopoldo e Região (STIMMMESL), Simone Ribeiro Peixoto foi uma das vencedoras do Prêmio Jacobina na categoria sindical. A cerimônia foi realizada no Teatro Municipal com a presença de autoridades, amigos, familiares das candidatas e pessoas da comunidade, que lotaram o espaço, na sexta-feira (9). A premiação foi promovida pela Secretaria de Direitos Humanos (SEDHU), com apoio do Serviço Municipal de Água e Esgotos (Semae).

A secretária Nadir Maria de Jesus saudou as homenageadas pela representação que fazem a tantas outras mulheres, de que podem estar em todo lugar. “As mulheres que estão aqui devem se sentir homenageadas esta noite, porque nós mulheres assim como Jacobina lutamos com muita garra para defender a família, os nossos ideais. Assim como Jacobina foi uma guerreira que foi injustiçada, quantas de nós diariamente sofremos a não aceitação, muitas vezes pela nossa questão religiosa, pela nossa questão de gênero, pela questão racial. Quantas vezes sofremos, incompreendidas até mesmo por familiares e amigos. Mas estas mulheres que aqui estão, estão colocando e dizendo nós podemos e nós somos jacobinas”, afirmou. A secretária parabenizou toda a equipe da SEDHU pelo trabalho na organização do Prêmio.

A secretária de Políticas para Mulheres, Inajara Pfeil, parabenizou as candidatas e enalteceu a personagem histórica Jacobina Maurer que sofreu perseguição pela sua liderança religiosa na comunidade. “Quero dizer que todas as mulheres aqui, todas são vitoriosas. A mulher que se empodera e coloca seu nome para concorrer a um prêmio, em pleno século XXI, para muitas ainda é muito difícil”, ressaltou.

Já Simone acredita que o reconhecimento pelo trabalho realizado no Sindicato foi uma grande honraria. “Me sinto gratificada por ter sido indicada e ter recebido essa grande homenagem! Ser uma Jacobina e ser uma mulher de luta, empoderada, que faz a diferença pela sua categoria e pela sociedade”, disse.

“Agradeço por fazer parte da direção do STIMMMESL que me deu essa grande oportunidade de mostrar o que as mulheres da direção do Sindicato podem fazer pelas trabalhadoras e trabalhadores. Esse prêmio não é só meu, mas de todas as companheiras da direção”, garante a dirigente.

O ato de entrega do prêmio teve apresentação artística da cantora Silvana Cruz, e das duas homenageadas na categoria de música: a violinista Rafaela Michel e a cantora Tânia Maria de Jesus. O público estava emocionado e demonstrou apoio ao Prêmio.

A Prefeitura de São Leopoldo entregou o 2º Prêmio Jacobina para 35 mulheres que se destacam pela sua atuação em diversas áreas no município. Confira as vencedoras:

 

 

DANÇA: Tania Nara Silveira da Silva- fundadora da Escola Império do Sol

LITERATURA:

1- Jessie Correa- autora de romances fictícios para pessoa reais, mulheres reais

2- Carolina Sá Mendes- professora de Literatura da Escola Estadual Olindo Flores da Silva

TEATRO: Não tiveram inscrições nesta edição

ARTES VISUAIS: Suzane da Rosa Wonhon- artista plástica participa de salões de arte, exposições individuais e coletivas há mais de 40 anos.

ENFRENTAMENTO À VIOLÊNCIA:

1- Cláudia Maria Alves dos Santos- Promotora Legal Popular, desenvolve trabalho de sensibilização sobre as violências contra as mulheres

2- Paula Lau da Costa- educadora física, professora de dança, militante de direitos humanos e promoção dos direitos feministas

IGUALDADE RACIAL:

1- Vivan Vaz da Silva- digital influencer, cantora e cabelereira

2- Rosecler Winter- Gestora do Comitê dos Povos e Comunidades Tradicionais do Pampa, cigana da etnia Sinti, defensora da igualdade étnica racial e direitos humanos

SUSTENTABILIDADE:

1- Rosângela Maria da Silva- artesã e decoradora carnavalesca, há mais de 20 anos incentiva a fonte de renda para mulheres da comunidade

COMUNITÁRIO:

1- Marta Regina Montenegro Correa- voluntária da economia solidária, artesã e costureira do Grupo de Mulheres Mãos e Sonhos

2- Fátima Vargas dos Santos Diogo- presidenta da Associação de Moradores Jardim América e Idealizadora do grupo de danças do bairro

GARANTIA DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE:

1- Odete Zanchet – diretora executiva do Círculo Operário Leopoldense

GARANTIA DOS DIREITOS DA PESSOA IDOSA:

1- Caroline de Souza Wagener – enfermeira, empresária, proprietária do Lar São Bernardo.

GARANTIA DOS DIREITOS DA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA:

1- Maristel Brasil Pereira – Gestora da Associação Vida Nova, realiza trabalho efetivo de inclusão social, nas áreas de educação, assistência social e saúde.

EMPREENDEDORISMO:

1- Vanessa Clós da Silva- sócia do Majestic

2- Patrícia Menegotto- proprietária da Loja Sensualize

3- Miriam de Oliveira- proprietária da WIGS e Acessórios, voltado para público afro-brasileiro.

EDUCAÇÃO FORMAL:

1- Cíntia Regina Maciel- professora de Língua Portuguesa, Literatura e Cultura Digital, formada em Letras e Pós-graduada em Neuropsicopedagogia.

MÚSICA:

1- Rafaela Moraes Michel- estudante e violinista

2- Tânia Maria de Jesus- cantora, funcionária pública municipal aposentada

EDUCAÇÃO POPULAR:

1- Elisângela Rodrigues Alfonso- educadora menstrual, idealizadora do Projeto Menstruantes Era uma vez e não era uma vez, pelo fim da pobreza menstrual.

PROTAGONISMO JUVENIL:

1- Anastácia Indaiá Dorneles – estudante e poetisa, estudante da Escola Caic Madezatti, escreve poesias desde 2019.

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO:

1- Priscila Almaleh – historiadora, doutora em História do Programa de Pós-Graduação da Unisinos.

SINDICAL:

1- Simone Ribeiro Peixoto – secretária de Saúde do Sindicato dos Metalúrgicos, defensora dos direitos da Central Única das Trabalhadoras / es (CUT).

ESPORTE:

1- Jaqueline Maria D’ávila de Souza – presidenta da Liga de Futsal Feminino de São Leopoldo, ultrasonografista, através do esporte acolhe mulheres com ações que transformam as suas realidades nas comunidades.

DIVERSIDADE:

1- Isabella Rodrigues – Embaixadora da Diversidade RS 2022, participa de concursos de beleza e diversidade, onde ela pode usar sua representatividade para dar visibilidade à luta das mulheres Trans.

2- Lenise Maria Silva Karasek – assistente social, atuou no Centro Pop, e desenvolveu trabalho de sensibilização com trabalhadoras e trabalhadores com população de rua LGBTQI+. Atualmente está nos EUA.

SAÚDE

1- Laura Cecília López – pesquisadora e professora orientadora atuante da saúde coletiva, com ênfase na garantia de direitos sexuais e reprodutivos e na produção de cuidados em saúde de mulheres diversas em termos de classe, raça, identidade de gênero e orientação sexual.

2- Maria Gislene Paim – técnica de enfermagem, conhecida como Gisa, funcionária pública do Hospital Centenário desde 1988.

3- Janaina Silva Da Cruz – terapeuta holística. Através do Projeto Odara em movimento promove saúde e bem estar físico e emocional.

ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL:

1- Andrea Guedes – gerente de Unidade Operacional do Sesc, graduada em Educação Física pela Unisinos e extenso currículo de qualificação.

2- Elaine Flores – voluntária da causa animal, jornalista, atua no projeto ONG PAAR, com foco na proteção dos animais, no resgate de rua, na castração, proteção e adoção de animais vítimas de maus tratos.

POVOS E COMUNIDADES TRADICIONAIS

1- Sueli De Oliveira Tomás Key- técnica de enfermagem, mulher indígena da etnia Kaingang e artesã, da Comunidade Por Fi Ga.

CIRCO

1- Claudia Beatriz Severo – atriz de teatro e circo

 

Fonte: STIMMMESL com informações da PMSL

Foto: Estevan Benacchi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis + 11 =

Whatsapp