Trabalhadores na Gedore, em São Leopoldo, cruzam os braços por PLR

Segundo o sindicato, outras bonificações também foram canceladas. Na quarta-feira (27), o sindicato dos metalúrgicos de São Leopoldo realizou manifestação na portaria da Gedore, em São Leopoldo, já que a empresa está tirando algumas bonificações que os trabalhadores recebiam e, principalmente, porque os representantes da empresa fizeram uma reunião para dizer que não pagariam a PLR.



"Ele disseram que havia faltado 0.14% para que as metas fossem alcançadas", disse Shirley Cruz, secretária de Divulgação do Sindicato. Por conta da paralisação, o atraso na pegada foi de aproximadamente 45 minutos. "Durante o ato, os trabalhadores demonstraram que estão dispostos a lutarem para que a empresa reveja estes números e suas atitudes, pois enquanto os dirigentes não liberaram os portões, todos se mantiveram do lado de fora com os braços cruzados", completou. Como sempre, a PM esteve no local, mas não conseguiu intimidar a ação dos metalúrgicos.



A direção do sindicato espera que a empresa abra um canal de negociação, pois se não for assim, os dirigentes realizarão novas assembléias para consultar os trabalhadores da fábrica sobre possíveis atitudes mais severas que devem ser tomadas. 

 

                                       

 

Dentro da fábrica Os quatro diretores sindicais que são trabalhadores na Gedore avaliaram como boa a manifestação apesar de a empresa ainda não se manifestar para retomar as negociações. "A direção da empresa se mostrou muita preocupada com a forte mobilização por parte dos trabalhadores, em resposta às atitudes radicais que vem tomando nos últimos tempos, e pelos fatos recentes, como as suspeitas de manipulação de números para não cumprir o acordo firmado com relação ao pagamento da PLR", afirmou um dos companheiros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 17 =