Sindicato realiza assembleia em frente à Gerdau

Pauta foi a campanha salarial e demandas específicas dos trabalhadores da empresa

O Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de São Leopoldo e Região (STIMMMESL) realizou uma assembleia com os trabalhadores da Gerdau, em frente à planta de Sapucaia do Sul, na manhã desta sexta-feira (9). A pauta da conversa foi a campanha salarial e os assuntos publicados na Marretinha, boletim específico para a empresa, entregue aos trabalhadores durante a atividade.

A importância da união e da mobilização de todos os trabalhadores também foi enfatizada pelos dirigentes sindicais, para garantir um reajuste digno e repor as perdas do período. O índice da inflação acumulada está em 2,35%.

Os dirigentes explicaram que neste ano atípico, o Sindicato renovou as cláusulas sociais da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) garantindo os direitos previstos no documento. Porém, deixou as negociações sobre o reajuste salarial para novembro, por ser de entendimento da categoria que a negociação era inviável meses atrás, quando o cenário era de incertezas devido à pandemia do covid-19.

Além disso, a suspensão por 12 meses das contribuições por parte da empresa ao Plano de Contribuição Definida, referente a aposentadorias dos trabalhadores também foi assunto. Este absurdo está sendo feito nas plantas de todo o Brasil e foi comunicado pela Gerdau através de uma nota publicada no dia 27 de julho, no site Gerdau Previdência.

Por fim, as reivindicações sobre as melhorias no refeitório, uma demanda antiga dos trabalhadores da Gerdau, o adiamento da fixação dos turnos e os desmandos de líderes desrespeitosos também foram pautadas pelos dirigentes sindicais.

 

Fonte: STIMMMESL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze − nove =