Auxílio emergencial deve ficar em torno de R$ 250, diz Paulo Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, concedeu entrevista coletiva no Palácio do Planalto.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta segunda-feira (8) que o valor médio do novo auxílio emergencial deve ser de R$ 250 por pessoa. A declaração foi dada em entrevista à imprensa no Palácio do Planalto, após reunião com o presidente Jair Bolsonaro para tratar da compra da vacinas contra covid-19. “É vacina, e justamente manter a economia em movimento, esta é a prioridade do governo”, disse.

A expectativa é que o valor comece a ser pago ainda neste mês, com a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição 186/2019, a chamada PEC Emergencial.

De acordo com Guedes, a decisão sobre a amplitude do auxílio emergencial é do Ministério da Cidadania. “Nós [Ministério da Economia] só fornecemos os parâmetros básicos”, disse o ministro. Segundo ele, o valor para mulher chefe de família monoparental deve ser de R$ 375 e, no caso de homem, de R$ 175. “Se for casal, já são R$ 250”, informou.

A volta do auxílio emergencial, ainda que em valor inferior àquele que vinha sendo pago até dezembro do ano passado, é uma vitória das bancadas de oposição ao governo. Jair Bolsonaro e seus ministros vinham resistindo à manutenção do benefício, que em 2020 foi pago a mais de 60 milhões de pessoas.

A retomada dos repasses deve ocorrer justamente quando o país enfrenta o momento mais grave da pandemia, com diversas capitais adotando medidas mais restritivas para tentar conter a tragédia. Ainda assim, crescem as filas de pacientes à espera de leitos de UTI, as mortes diárias pelo vírus registram novos recordes e a vacinação avança lentamente.

Fonte: Sul 21 com informações da Agência Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − dois =