Sindicato dos Metalúrgicos de São Leopoldo e Região comemora 79 anos de lutas e conquistas neste domingo

Neste domingo (12), o Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de São Leopoldo e Região (STIMMMESL) comemora 79 anos de lutas em defesa dos direitos das metalúrgicas e metalúrgicos de São Leopoldo e mais quatro municípios da região. Referência no movimento sindical, foram inúmeras as conquistas em prol dos trabalhadores ao longo dessas décadas e a cada ano, o STIMMMESL fortalece a luta, se torna mais representativo e combativo.

Presidente do Sindicato há três gestões, o metalúrgico da Gerdau, Valmir Lodi afirma que é uma honra estar à frente do Sindicato, “onde vários presidentes comprometidos com a defesa dos trabalhadores já passaram.”

“O nosso Sindicato está sempre na luta para defender o trabalho e a renda da nossa categoria. Passamos por muitas dificuldades em 2020 e 2021, por conta da pandemia, que foi de grandes desafios para todos nós e ainda assim, garantimos os empregos”, recorda ele.

Valmir destaca que também que está na história do STIMMMESL o compromisso na defesa dos direitos dos trabalhadores. “Agradeço a todos os dirigentes que já passaram pelo Sindicato e construíram essa história e também, a atual direção. Juntos somos fortes”, declara o dirigente.

“Esses 79 anos representa uma história do movimento sindical, construída por aqueles que fundaram o Sindicato numa época difícil e que foi mantido no decorrer dos anos, os mesmos sonhos e objetivos, de uma luta sindical por direitos aos trabalhadores”, afirma o secretário-geral da Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT (CNM/CUT), Loricardo de Oliveira.

De acordo com ele, “mesmo com o advento da tecnologia, da informação na era da internet, o STIMMMESL permanece com este DNA de que é importante se organizar no local de trabalho, de lutar por direitos, distribuir renda e garantir que a vida seja a melhor possível para os trabalhadores, dentro do acúmulo do capital que as empresas, muitas vezes não dão esse reconhecimento aos trabalhadores.”

Além disso, Loricardo salienta a simbologia importante dos 79 anos neste momento de retomada do país. “Esse Sindicato passou por uma ditadura militar, pelo governo Bolsonaro e segue em frente. O desafio é seguir ampliando direitos e garantias aos trabalhadores e às mulheres, negros, LGBTQIAP+ e principalmente, à juventude. Essa é marca dessa direção, que sabe o compromisso que tem com a categoria”, garante ele, que é dirigente do Sindicato desde 1991 e foi presidente da entidade de 2003 a 2006.

Em 2023, o STIMMMESL dará início a uma série de atividades para marcar e comemorar os 80 anos da entidade.

História – no início da década de 1940, São Leopoldo era a sede da Associação dos Profissionais dos Trabalhadores Metalúrgicos, com o crescimento do setor e o regime Vargas perdendo força, a categoria voltou a se organizar e lutar para se tornar um sindicato. Em 1942, já é organizado como uma entidade sindical, mas só em 12 de fevereiro de 1944 recebe a carta que aprova seus estatutos e nomeia o Sindicato dos Trabalhadores na Indústria Metalúrgica Mecânica e de Material Elétrico de São Leopoldo e Região.

Atualmente, o Sindicato cumpre um papel de profundo destaque na organização sindical do Rio Grande do Sul, a entidade é a segunda maior força política do município. A entidade concentra sua luta nas melhorias das condições de trabalho e benefício aos trabalhadores. No último período, o sindicato lutou intensamente contra as reformas, Trabalhistas e da Previdência, e na defesa da democracia.

Fonte: STIMMMESL

Foto: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis − cinco =