CUT expressa solidariedade ao presidente Lula após declarações sobre Israel

A CUT expressou por meio de nota sua solidariedade ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, após ser atacado duramente por oposicionistas em relação à sua afirmação de que o governo de Israel comete crimes de guerra contra o povo palestino. Os ataques de Israel ao Hamas já mataram de 28.700 palestinos, sendo grande parte mulheres e crianças, e deixou feridos outros 69 mil.

Leia a íntegra da nota

Nota em solidariedade ao Presidente Lula após declaração sobre os crimes de Israel contra a humanidade

A Central Única dos Trabalhadores (CUT), apresenta sua total solidariedade ao Presidente Lula contra os duros e injustos ataques que está sofrendo da extrema direita, do sionismo e da grande imprensa, cúmplices dos crimes que o governo de Israel comete contra o povo palestino e a humanidade.

As declarações do Presidente Lula durante coletiva à imprensa nesse domingo (18), na Etiópia, estão amparadas no direito internacional e na recente decisão da Corte Internacional de Justiça (CIJ), em julgamento dos crimes do governo de Israel que incluem matar civis palestinos na Faixa de Gaza; causar graves danos mentais e corporais na população; impor, de forma deliberada, condições para causar destruição física em um grupo. Atos do governo de Israel que tipificam o crime de genocídio.

Vale destacar que a Corte Internacional de Justiça segue analisando outras acusações da África do Sul contra o governo de Israel por violação da Convenção das Nações Unidas sobre “genocídio” na Faixa de Gaza.

O Presidente Lula com suas declarações honrou os versos do poeta e diplomata brasileiro Guimarães Rosa que já nos alertava que “o que a vida quer da gente é coragem!”. Sim, pois é preciso coragem para desmascarar a indústria internacional do medo patrocinada pelo governo de Israel que tenta inclusive silenciar jornalistas no Brasil com ameaças e processos.

A CUT, que defende a revogação de todos os acordos militares que o nosso país possa ter com Israel, não poderia deixar de solidarizar-se com o Presidente Lula que rompeu relações de obediência ao status quo israelense e reestabeleceu uma posição humanitária e soberana no cenário conturbado da atual geopolítica global.

Toda solidariedade ao Povo Palestino!

Cessar-fogo já!

Não ao massacre e genocídio!

Sim à paz e não à guerra!

 

Sérgio Nobre                                                   Antonio Lisboa 

Presidente                                          Secretário de Relações Internacionais

 

Fonte: CUT Nacional

Foto: Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 3 =