Conselho de Sindicatos da FTM-RS debate impactos da enchente na campanha salarial

Dirigentes do STIMMMESL participaram da atividade

Dezenas de dirigentes sindicais metalúrgicos, de todas as regiões do estado, participaram da reunião do Conselho de Sindicatos da Federação dos Trabalhadores Metalúrgicos do RS (FTM-RS), na manhã desta quinta-feira (13). A atividade ocorreu no auditório do CPERS/Sindicato, em Porto Alegre e a pauta versou sobre a campanha salarial 2024/2025 e os desdobramentos diante da catástrofe climática que atingiu vários municípios gaúchos.

 

 

Os dirigentes relataram o cenário de suas regiões e o impacto aos trabalhadores, frente à calamidade climática. Após, os diretores da Federação informaram como foram as reuniões de negociação com a patronal, de metalurgia e de máquinas agrícolas.

O presidente da FTM-RS, Lírio Segalla destacou os desafios da conjuntura dos últimos anos e como interferiram na campanha salarial, como o golpe contra Dilma Rousseff, reforma trabalhista e pandemia. “Esse ano, começamos a campanha com ótimas perspectivas e mobilizações e no início de maio, veio a enchente e obviamente afetou nossas vidas e as negociações”, disse.

 

 

Lírio ponderou que, com isso, “saímos do ideal para debater o que possível diante dessa realidade.” O dirigente também criticou o fato da patronal ter proposto uma Convenção Coletiva de Trabalho Emergencial para todo o RS, sendo que não houve danos em todas as regiões. “Defendemos que a CCT Emergencial seja apenas para os municípios com decreto de calamidade”, garantiu.

Uma das reivindicações é a reposição da inflação através do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do período, de maio de 2023 até abril de 2024, que ficou em 3,23% e de acordo com Lírio, aqueles sindicatos que tiverem condições de negociar aumentos reais devem fazê-lo, pois isso ajuda os outros. “O que está se encaminhando é a renovação das cláusulas sociais e a inflação retroativa a maio”, adiantou.

 

 

No início da atividade, foi realizado um minuto de silêncio em homenagem ao diretor de Saúde do Trabalhador do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Cachoeirinha (STIMECA), Gil Francisco Costa, que faleceu no último dia 6.

Eleições – nesta quinta, das 9h às 15h, também foi realizado o Congresso Eleitoral da FTM-RS. Houve 87 votantes, que representaram 18 sindicatos. A chapa única encabeçada pelo atual presidente, Lírio Segalla, teve 85 votos e dois, foram em branco.

A posse da nova diretoria deve ocorrer em julho.

 

 

 

Fonte: FTM-RS

Fotos: Renata Machado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 4 =