Enfrentamento da reforma trabalhista é pauta do Conselho de Sindicatos

O Conselho de sindicatos da Federação dos Trabalhadores Metalúrgicos do RS (FTMRS) esteve reunido na manhã de terça-feira (1º) para debater estratégias de enfrentamento da reforma trabalhista.

 

A reforma trabalhista virou lei (nº 13.467/17), sancionada por Michel Temer, e passará a vigorar a partir de 11 de novembro. Diante disso, representantes dos 29 sindicatos filiados à FTMRS já começam a definir ações unificadas de defesa dos direitos dos trabalhadores.

 

No encontro, foi estabelecido um calendário para o desenvolvimento de atividades de treinamento sobre a lei, conscientização dos trabalhadores e ações diretas para assegurar que os metalúrgicos tenham garantias para o exercício de suas atividades de forma digna.

 

O deputado estadual Nelsinho Metalúrgico participou da reunião. Ele saudou a iniciativa da FTMRS e dos sindicatos filiados em definir e preparar desde já um plano de ação para dar suporte aos trabalhadores quando da entrada em vigor da reforma trabalhista.

 

O que é a reforma?

A reforma, que já é lei, consiste na alteração de mais de 200 normas da CLT, que afetam diversas garantias dos trabalhadores ao permitir a flexibilização dos contratos de trabalho e da jornada, por exemplo.

 

Como as mudanças são inúmeras e drásticas, e o debate para reforma praticamente não existiu, os trabalhadores ainda não estão cientes do que vai acontecer a partir de novembro. A maior parte da classe trabalhadora só vai perceber o que é a reforma quando for buscar seus direitos e descobrir que eles não existem mais ou que o seu acesso para requerê-los está praticamente inviabilizado.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação FTMRS

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze + 19 =

Whatsapp