Setembro amarelo, o Sindicato apoia essa causa

Setembro é conhecido como o mês amarelo, o mês de prevenção ao suicídio, a campanha iniciada em 2015 tem foco na conscientização da população para esse problema que registra cerca de 12 mil mortes por ano no Brasil. O mês de setembro foi escolhido para a campanha porque, desde 2003, o dia 10 de setembro é o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio. Cerca de 96,8% dos casos de suicídio estavam relacionados a transtornos mentais. Em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar e abuso de substâncias.

A cor amarela foi escolhida pois em 1994, um jovem americano de apenas 17 anos, chamado Mike Emme, tirou a própria vida dirigindo seu carro amarelo. Seus amigos e familiares distribuíram no funeral cartões com fitas amarelas e mensagens de apoio para pessoas que estivessem enfrentando o mesmo desespero de Mike, e a mensagem foi se espelhando mundo afora. Durante o mês da campanha, costuma-se iluminar locais públicos com a cor amarela. Por exemplo, em 2015 foram iluminados o Cristo Redentor (RJ), o Congresso Nacional (DF), o Estádio Beira Rio (RS), entre outros.

No Brasil, o suicídio é considerado um problema de saúde pública e sua ocorrência tem aumentado muito entre jovens. De acordo com números oficiais, 32 brasileiros se matam por dia em média, sendo essa uma taxa maior do que a de vítimas de AIDS e da maioria dos tipos de câncer, segundo a OMS (Organização Mundial da Saude) o Brasil está em oitavo dentre os países com maior número de casos. Segundo o Ministério da Saúde o  Rio Grande do Sul tem a maior taxa, com 10,2 suicídios por cem mil habitantes, seguido de Roraima, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina.

Segundo a OMS o suicídio tem solução em 90% dos casos, o que ressalta a necessidade da campanha que promove o acolhimento e o auxilio ás vitimas. É preciso falar corretamente sobre o assunto, de modo a evitar que informações inadequadas cheguem à população e aumentem o estigma relacionado aos transtornos mentais.

Para mais informações sobre a campanha acesse o site oficial www.setembroamarelo.com

Fontes: A Tribuna e Setembro Amarelo Oficial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + 18 =

Whatsapp