Audiência pública no Ministério Público contra Mina Guaíba acontece nesta terça

O encontro tem como objetivo de obter dados, informações, sugestões, críticas ou propostas sobre à possível implantação do empreendimento de extração de carvão, areia e cascalho, denominado Mina Guaíba, proposto pela empresa Copelmi Mineração. A atividade é promovida pelos Ministérios Públicos Estadual e Federal,  será realizada nesta terça-feira (20), às 18h, no auditório do Ministério Público do Rio Grande do Sul (Avenida Aureliano de Figueiredo Pinto, 80), em Porto Alegre. Diversas entidades sindicais são integrantes do comitê de Combate à Megamineração.

O megaempreendimento, que deve ocupar uma área de 5 mil hectares nos municípios de Eldorado do Sul e Charqueadas, na região metropolitana de Porto Alegre, e está em processo de licenciamento junto à Fepam, apresenta sérios riscos ambientais. Os moradores da Capital e de outras cidades que dependem do Rio Jacuí poderão ser impactados pela contaminação da água e do ar, por cheias e pelo aumento pluvial.

Para o secretário de Meio Ambiente da CUT-RS, Paulo Farias, “esse megaprojeto, além dos profundos impactos ambientes, coloca em risco a vida e a saúde de milhões de trabalhadores e trabalhadoras e, por isso, precisa ser barrado antes que seja tarde”.

A realização desta audiência pública na Capital, e não apenas nas cidades em que a mina estará localizada (Charqueadas e Eldorado do Sul), caso seja licenciada, foi uma das primeiras demandas de movimentos sociais que buscam combater a implantação da megamineração na região.

Fonte: STMMMESL com informações da CUT-RS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × dois =