Nota oficial do STIMMMESL

Sindicato abriga em torno de 500 pessoas e segue com o atendimento à categoria

O Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de São Leopoldo e Região (STIMMMESL) começou a alojar os desabrigados do município na tarde do dia 3 de maio, sexta-feira. Desde então, todo o esforço da entidade está em promover o melhor espaço possível para essas pessoas e minimizar os danos e sofrimentos das famílias, além de atender a categoria. O ginásio Bigornão do Sindicato chegou a receber 800 pessoas, atualmente há cerca de 500 desabrigados, que representam 210 famílias. Na área de lazer estão alocados em torno de 50 cães.

 

 

Desde então, quem chegou ao STIMMMESL foi atendido por uma equipe multidisciplinar com diversos profissionais da saúde, como técnicos em enfermagem, dentistas e psicólogos. O atendimento de saúde para os desalojados ocorre das 8h às 17h, diariamente. Há também a presença de veterinários que cuidam dos pets e toda uma equipe voluntária que atua na coordenação do alojamento. Na cozinha comunitária, montada no salão de festas, são feitas as comidas servidas em quatro refeições por dia para os abrigados do Bigornão.

No dia 8 de maio, o setor administrativo do STIMMMESL retomou o atendimento ao público, assim como as consultas médicas voltaram a serem feitas para os trabalhadores associados, de maneira similar como foi na pandemia. É necessário ligar ou entrar em contato pelo whatsApp da enfermaria (51) 3566.0318 ou pela secretaria do Sindicato, (51) 3592.8169 e agendar. Após, o médico entrará em contato por telefone para uma triagem e para verificar a necessidade do atendimento presencial.

 

 

Por conta da localização de fácil acesso, durante vários dias o Sindicato se tornou uma espécie de QG, onde coordenadores de outros abrigos pegavam roupas, mantimentos, alimentos e marmitas prontas para levarem aos alojados em outros pontos da cidade. Hoje, o ponto de entrega das doações de São Leopoldo se localiza nos pavilhões da empresa Taurus, na avenida John Kennedy, 2607, portão 2132, bairro Santa Teresa, Distrito Industrial.

 

 

O STIMMMESL também salienta a importância de todos os voluntários que trabalharam incansavelmente desde o dia 3, sem os quais não seria possível atender a todos. Diversas empresas da região, como Bender Chopp, e muitas da base do Sindicato como Gedore, Controil, Gerdau, Taurus, Oliveira, Metalúrgica SS, CCV Industrial, VM Soluções Hidráulicas, Arte em Ferro Serralheria, entre outras também colaboraram efetuando doações.

Nesta quinta-feira (16), está prevista a chegada de caminhões com doações da região do ABC Paulista, oriundas de campanhas de solidariedade dos sindicatos da região.

 

 

Negociação – o Sindicato informa também que está avaliando uma proposta de acordo emergencial e estadual, enviada pelas entidades representativa das empresas à Federação dos Trabalhadores Metalúrgicos do RS (RS). O STIMMMESL reafirma o seu compromisso com a categoria e garante que vai lutar para que ninguém perca direitos, emprego e que não saiam prejudicados por conta dessa situação de calamidade.

JUNTOS SOMOS FORTES!

 

 

Fonte: STIMMMESL

Fotos: Divulgação STIMMMESL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 1 =