Sindicato repudia fala do vereador de Caxias do Sul, Sandro Fantinel

O Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de São Leopoldo e Região (STIMMMESL) manifesta o seu repúdio ao discurso racista, xenófobo, a favor do trabalho análogo à escravidão, feito pelo vereador bolsonarista, de Caxias do Sul, Sandro Fantinel (sem partido), na terça-feira (28).

Na tribuna da Câmara de Vereadores, o parlamentar defendeu que agricultores, produtores e empresas da região “não contratem mais aquela gente lá de cima”, em referência ao Nordeste, especialmente ao estado da Bahia. Ele declarou que a cultura do povo baiano é “viver na praia tocando tambor”, e sugeriu a contratação de argentinos, alegando que “são limpos, trabalhadores, corretos, cumprem o horário e ainda agradecem o patrão”, ao contrário dos nordestinos.

Diante disso, o Sindicato repudia, veementemente, esse tipo de fala e postura de pessoas que deveriam proteger o povo e os trabalhadores. Além disso, exigimos condições dignas de trabalho para todas as brasileiras, brasileiros e imigrantes de qualquer nacionalidade, que laborem no nosso país.

Manifestamos também, nossa solidariedade ao povo baiano, vítima desse ataque xenofóbico. Reforçamos que a fala preconceituosa do vereador não reverbera com a maioria do povo gaúcho.

 

STIMMMESL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − um =