Sindicato manifesta apoio à campanha salarial dos metalúrgicos de Canoas e Nova Santa Rita

Campanha Salarial 2023: Sem grandes avanços nas negociações com o Patronal, Sindicato de Canoas e Nova Santa Rita reforça assembleias nas empresas

 

Diretores do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de São Leopoldo e Região (STIMMMESL) participaram da assembleia de campanha salarial que o Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Canoas e Nova Santa Rita realizou na manhã de ontem (30), na Midea Carrier, em Canoas. Diferente do STIMMMESL que tem data-base em 1º de julho, os metalúrgicos da base do STIMMMEC estão em campanha salarial, pois a data-base é 1º de maio.

 

 

“Nós temos apenas uma oportunidade por ano de reivindicamos salários melhores e melhores condições de trabalho, que é na Campanha Salarial, por isso precisamos estarmos organizados”, enfatizou o tesoureiro do Sindicato, Flávio Fontana, ao dar início à assembleia.

 

Após a terceira mesa de negociações sem avanço por parte do Patronal, o Sindicato deve intensificar as assembleias em frente às empresas de Canoas e Nova Santa Rita. “Nós entendemos que precisamos rever algumas cláusulas da nossa Convenção Coletiva e até modernizá-la”, reforçou o presidente do Sindicato, Paulo Chitolina, ao repassar a pauta de reivindicações aprovada pelos trabalhadores e trabalhadoras em assembleia.

 

 

A parada realizada em frente a Midea contou com a participação de sindicatos parceiros do STIMMMEC. “O fortalecimento da nossa Convenção Coletiva, que garante condições dignas de trabalho, exalta a solidariedade dos trabalhadores/as uns com os outros, independente de empresa. Isso também se reflete entre os sindicatos da região, que se apoiam sempre que preciso”, disse Chitolina ao agradecer a participação do Sindipolo, STIMMME SL, Sindiconstrupolo, Sitrocan e Sindiliquida. Os diretores dos sindicatos convidados também relataram as negociações e expectativas das campanhas salariais de suas regiões.

 

O vice-presidente do Sindicato, Silvio Bica parabenizou os trabalhadores e trabalhadoras por terem permanecido em frente a empresa e participado da conversa realizada por todos os sindicatos presentes. “O que percebemos até agora é que os patrões estão organizados, então o mínimo que podemos fazer é nos organizarmos também para garantirmos nossos direitos”.

 

 

Uma nova rodada de negociações deve acontecer na segunda-feira (5).

 

Fonte: STIMMMESL com STIMMMEC

Fotos: Rafaela Amaral (STIMMMEC)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 1 =