Após um mês, o abrigo do Sindicato encerrou as atividades

Funcionamento do Bigornão para os sócios retoma na próxima segunda

Na quarta-feira (5), os últimos alojados no ginásio Birgornão, do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de São Leopoldo e Região (STIMMMESL) conseguiram voltar para suas casas, encerrando o abrigo que iniciou no dia 3 de maio. Durante este período, a entidade chegou a alojar cerca de mil pessoas nos primeiros dias e voltou toda a sua atividade para promover o melhor espaço possível para essas pessoas e minimizar os danos e sofrimentos das famílias afetadas.

“Esta tragédia toda foi uma experiência que nunca tínhamos vivido. Testemunhamos o quanto o Sindicato é importante para a comunidade e o município”, afirma o presidente do Sindicato, Valmir Lodi, ao contar que foram 33 dias com a população alojada na entidade.

 

 

“No começo, pensávamos que seriam poucos dias. E isso fica na história e os futuros dirigentes saberão desse momento. A nossa luta não é só por reajustes e melhores condições de trabalho, também é olhar para a população, para as periferias que precisam da nossa organização enquanto sindicato”, acredita ele.

Valmir conta que quando as pessoas saíram do abrigo, retornando para as suas casas agradeciam o acolhimento que o STIMMMESL proporcionou. De acordo com ele, aos donativos que ainda estavam no Sindicato foram encaminhados outros abrigos.

“A reflexão que fica disso tudo é que precisamos ser solidários com nosso povo. Nós mesmos recebemos muitas manifestações de solidariedade de diversas partes do mundo. E agora, a nossa tarefa e focar na reconstrução da nossa cidade e região”, finaliza o dirigente.

 

 

Estrutura – os abrigados no STIMMMESL foram atendidos por uma equipe multidisciplinar com diversos profissionais da saúde, como técnicos em enfermagem, dentistas e psicólogos, diariamente. Havia também a presença de veterinários que cuidavam dos pets e toda uma equipe voluntária que atuou na coordenação do alojamento. Na cozinha comunitária, montada no salão de festas, foram feitas as comidas servidas em quatro refeições por dia para os abrigados.

Ginásio – com isso, o ginásio Bigornão está passando por uma organização e readequação para voltar o atendimento normal aos associados, a partir da próxima segunda-feira (10). O agendamento deve ser feito com o Lucas, através do telefone (51) 99547.1577.

 

Fonte: STIMMMESL
Fotos: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 − quatro =